Nosso Blog

Confira nossas novidades!

Veja outros Posts

5 dicas para manter sua empregabilidade alta durante a pandemia

5 dicas para manter sua empregabilidade alta durante a pandemia

A pandemia do novo coronavírus trouxe inúmeros desafios ao mercado de trabalho, tanto para o empregador como para o colaborador e, no contexto ambiental, não foi diferente.

Sabemos que são inúmeros os projetos que precisaram ser pausados momentaneamente devido às novas restrições aplicadas por governos e entidades de saúde ao redor do globo, com o intuito de conter a disseminação da doença. Ao mesmo tempo que tais medidas se mostram extremamente efetivas no combate a este inimigo invisível, por outro lado cria desafios complexos em diversas áreas que já são, naturalmente, extremamente competitivas.

E, apesar de ser um período difícil para milhões de pessoas e não poder ser romantizada, podemos perceber que a pandemia do SARS-Covid-2 colocou em questão vários aspectos sobre os meios de trabalho.

 

5 dicas que vão colocar tudo em perspectiva

Para se destacar como profissional autônomo, ou enquanto colaborador ou sócio em uma instituição, um profissional de meio ambiente necessita se capacitar além das atividades curriculares já previstas em sala de aula. Foram as inúmeras vezes que demos dicas, aqui no blog, sobre como se atualizar, reinventar e acompanhar as tendências do mercado ambiental. No entanto, levando em consideração a realidade em que vivemos e os novos obstáculos a serem enfrentados, hoje nós apresentaremos 5 dicas para manter sua empregabilidade alta... durante a pandemia.

Vamos lá?

1. Invista em soft skills

Você já ouviu falar das chamadas soft skills? Traduzidas do inglês como 'habilidades interpessoais', elas estão comumente associadas à inteligência emocional e dizem respeito às relações e interações que temos com outras pessoas tanto no âmbito pessoal quanto profissional.

Como afirma Daniel Goleman, psicólogo expert neste campo da ciência que, inclusive, já citamos aqui no blog previamente, são 'habilidades como resiliência, empatia, colaboração e comunicação' que distinguem profissionais acima da média. Logo, não adianta ser o melhor em sua área de estudo e ter todas as competências técnicas necessárias para liderar um projeto quando não se tem o pleno domínio das habilidades emocionais para lidar com as adversidades cotidianas.

E a gente sabe que profissionais de meio ambiente tem muitos desafios a serem superados a todo momento!

 

2. Leia livros sobre comportamento humano e auto-conhecimento

A segunda dica está diretamente relacionada à primeira e é bem simples: para melhorar suas 'soft skills' e adquirir mais conhecimento sobre o assunto, não há nada melhor que um bom livro de auto-conhecimento focado em alta performance para ajudar você a exercer todo o seu potencial!

Já mencionamos o Goleman, cujo livro Inteligência Emocional é leitura obrigatória para todos que estão começando a se aprofundar neste meio, mas temos ainda três dicas imperdíveis nas quais você pode investir quando tiver um tempo ocioso na quarentena:

  • O Poder da Autorresponsabilidade, de Paulo Vieira, problematiza as crenças limitantes às quais nós mesmos nos submetemos e nos dá as ferramentas e os melhores métodos para superá-las. Este livro é uma dica valiosa para quem busca formas de estimular a própria liderança e o auto-conhecimento;
  • A Boa Sorte, de Álex Celma e Fernando Trías de Bes, é uma leitura super rápida e em formato de fábula sobre dois amigos que se reencontram após 50 anos para trocar experiências de vida. Esta é uma forma mais didática, e também dinâmica, de visualizar a criação de condições favoráveis para o sucesso mesmo nas circunstâncias mais difíceis;
  • Picos e Vales, de Spencer Johnson, traz uma narrativa de superação e aprendizado, ilustrada por um jovem que se sente insatisfeito com a própria vida até o dia em que decide subir até o topo de uma montanha, onde encontra um velho senhor que o ensina a enxergar a sua realidade com outros olhos. No contexto de pandemia, em que, assim como o protagonista, nos vemos muito facilmente tomados por pensamentos de desesperança e inércia, esta é uma leitura leve, agradável e com a qual você irá facilmente se identificar.

E, assim como estes exemplos, há ainda muitos outros destes mesmos autores nos quais você pode se aprofundar!

 

3. Digitalize-se

Esta é uma dica que parece super simples, mas muitas pessoas tem dificuldade em aplicar. E, muitas vezes não admitem ter.

Seja com funcionalidades mais técnicas do Gmail, ferramentas do Google, Word, Excel, PowerPoint, estamos diariamente envoltos pelo meio digital e suas ferramentas, e temos inúmeras contas e acesso às mais variadas platafromas, mas parecemos nunca ter ter total domínio sobre elas.

E como fazer agora, que reuniões online pelo Zoom se tornaram extremamente populares e com os escritórios e empresas cada vez mais percebendo que a digitalização dos meios de trabalho reduz custos e pode até gerar produtividade? Não dá para ficar para trás: é preciso acompanhar as tendências tecnológicas dos nossos tempos para não nos tornamos profissionais ultrapassados.

 

4. Busque capacitação

Independente de sua área de estudo, atuação ou pesquisa, quando se busca um aprofundamento maior em um tema, seja através de projeto de extensão ou um curso profissionalizante, inicia-se um processo de validação e criação de autonomia que, muitas vezes, a grade curricular por si só não nos oferece.

E o melhor dos cursos profissionalizantes online é que, geralmente, eles podem ser feitos respeitando o nosso próprio tempo, com quantas pausas forem necessárias, e ao longo de um tempo muito maior que um curso presencial, que costuma ter horários restritos, nos permite. Para profissionais do ramo ambiental que queiram aumentar sua empregabilidade durante a pandemia, é imprescindível que se acompanhe as tendências do mercado: dentre elas, gostamos de citar sempre o Geoprocessamento e o Mapeamento Aéreo com Drones.

  • No curso de Geoprocessamento: Aplicações em Estudos e Projetos Ambientais, você tem a oportunidade de conhecer os Sistemas de Informações Geográfica (GIS), aprenderá a elaborar mapas, explorar e analisar as informações presentes em um mapa, compilar dados geográficos, gerir informações geográficas em bancos de dados e muito mais.
  • Já no curso de Mapeamento Aéreo com Drones, você aprenderá os princípios e conceitos da aerofotogrametria, como elaborar um plano de voo, implementar pontos de apoio e realizar procedimentos de decolagem. Além disso, aprenderá a processor os dados coletados.

Vale ressaltar que, segundo dados da AnáliseGeo, 88.7% dos profissionais que atuam nas áreas de georreferencimaneto e tecnologia continuaram estáveis no trabalho durante a quarentena.

 

Ambos os cursos são ofertados pelo IBRACAM, e esta pode ser a sua chance de se capacitar nestas vertentes do conhecimento enquanto nossas rotinas se mantém mais flexíveis devido às mudanças provocadas pela pandemia.

 

5. Cuide de sua saúde mental

É importante lembrar que, não só devido à pandemia, mas também por causa das instabilidades políticas em inúmeros países e a crise econômica que já vem causando grandes impactos em nossas vidas, tem aumentado exponencialmente o número de pessoas clinicamente depressivas e/ou ansiosas. Desde o meio de fevereiro, a plataforma de terapia online Talkspace registrou um aumento de 65% no número de indivíduos atendidos, a grande maioria relatando crises de ansiedade e desenvolvimento de quadros de depressão.

E é claro: não há como explorar todo o seu potencial pessoal e profissional e atingir novos picos em sua carreira como profissional de meio ambiente se sua mente não está saudável. Sabemos que depressão é uma condição clínica que está muito além do próprio autocontrole e, muitas vezes, pode se tornar crônica e ter até mesmo manifestações físicas. Logo, não temos a autonomia para discutir formas de aliviar os sintomas, já que não somos clínicos ou profissionais da área.

No entanto, gostaríamos de salientar que, apesar da busca pelo bom desempenho e a alta performance ser importante, é também inegociável que cuidemos de nosso próprio bem-estar e não nos sobrecarreguemos. Estamos vivendo tempos difíceis e todos temos sofrido, de uma forma ou outra, mas devemos nos lembrar de sempre ter a nossa saúde como prioridade.

E, claro, se você desconfia que pode ter sintomas depressivos ou de ansiedade, não hesite e busque ajuda médica!

Não perca tempo

Pode parecer muito simples, mas ao colocar estas cinco dicas em prática, pouco a pouco, em sua rotina, você verá resultados incríveis em sua vida!

De fato, não somos perfeitos e há momentos em que temos dificuldades de autogerenciar nossas emoções, o que, em alguns casos, acaba resultando, por exemplo, na necessidade de gerirmos conflitos em nossos relacionamentos interpessoais. Apesar disso, o que fazemos para controlar nossas emoções e, consequentemente, nossas ações diante às adversidades é o que faz toda a diferença.

Qualquer profissional que não seja capaz de autogerenciar as próprias emoções e, consequentemente, que se mostra incapaz de evitar reações impulsivas e agir racionalmente, dificilmente conseguirá atingir bons resultados baseado somente em suas competências técnicas.

É uma boa reflexão a se fazer, não?

Deixe seu Comentário

Você também pode se interessar

© Ibracam

by nerit