Nosso Blog

Confira nossas novidades!

Veja outros Posts
5 dicas para quem quer se tornar um Consultor Ambiental

Para algumas pessoas, escolher uma profissão não é uma tarefa muito fácil. Com tantas opções é normal não ter uma certeza logo de cara. E as dúvidas não param por aí, mesmo após escolher o curso, surge outro dilema: Qual a carreira seguir após a graduação? Essa é uma dúvida muito comum, principalmente para profissionais ambientais que, em muitos casos, tem um leque de opções. Você já pensou em se tornar um consultor ambiental?  Confira essa matéria com algumas dicas para quem está iniciando sua trajetória como consultor ambiental ou pensa em se tornar um futuramente.

O que é preciso para se tornar um Consultor Ambiental?

Para profissionais de áreas ambientais, como agrônomos, engenheiros ambientais, agrícolas, florestais, geógrafos, biólogos e outros, que pretendem atuar na consultoria ambiental, o requisito principal é possuir uma atribuição técnica, ou seja, uma formação na área. Por se tratar de uma atividade especializada e regulamentada pelo governo, é necessário que as pessoas realizem uma graduação ou curso técnico em alguma das áreas ambientais citadas acima, reconhecidas por algum conselho profissional.  A partir daí, já é possível se tornar um profissional atuante na consultoria se responsabilizando tecnicamente pelos seus projetos. 

Confira 5 dicas para quem deseja se tornar um consultor ambiental.

 

   1. Invista em conhecimento.

Um profissional dedicado está sempre em busca de novos conhecimentos, e principalmente para quem deseja iniciar na área ambiental, essa é uma dica importante, visto que este é um mercado dinâmico onde as Normativas e os Procedimentos passam por constantes atualizações. Busque ler notícias, artigos sobre o assunto, vídeos na internet e se capacitar através de cursos complementares à sua formação e atuação profissional. Peça conselhos e orientações a amigos, professores, consultores mais experientes e técnicos de órgãos ambientais que poderão lhe ajudar em seus serviços. Para quem está na fase inicial da carreira, essa é uma ótima maneira de adquirir aprendizado para seus primeiros trabalhos técnicos, e para quem já é atuante na consultoria, essa dica é uma forma de continuar crescendo profissionalmente

   2. Faça trabalhos como assistente e comece por procedimentos mais simples.

Uma característica muito procurada pelas empresas para a contratação de um consultor ambiental é a experiência.  Mas se você ainda está na fase inicial e não possui experiências na área, pode começar trabalhando como assistente ou ajudante/estagiário em empresas, procurando aprender o máximo possível durante esse período. Outra dica é realizar procedimentos mais simples, um exemplo é o meio ambiente municipal. Alguns municípios possuem atividades com procedimentos menores e que são excelentes para profissionais que estão em busca dos primeiros trabalhos. Todas essas opções contribuem para impulsionar seu currículo para mais contratações de seus serviços

    3.  Analise seu perfil comportamental

 O autoconhecimento é fundamental no momento da escolha profissional. Desvendar informações sobre o seu perfil comportamental lhe dará a oportunidade de potencializar sua vida pessoal e profissional.  Isso porquê lhe conduzirá a uma maior assertividade em suas escolhas, por exemplo, em que área você se encaixa melhor, como escolher seus trabalhos, se quer trabalhar em uma empresa ou se tornar um profissional autônomo e, até mesmo, como começar as atividades como consultor. Além disso, lhe permitirá superar os fatores que te limitam, algo, sem dúvidas, diferenciado no mercado.

   4.  Especialize

Há questões gerais que todo consultor ambiental deve dominar e isso é fundamental para todos, seja ele especialista ou não. A especialização em uma área determinada é positiva, pois demonstra que o profissional tem autoridade, no sentido de dominar o conhecimento necessário para atuar e prestar seus serviços com qualidade. Com isso, ele vai conquistando o seu espaço no mercado e se tornando uma referência. O fato é que os dois, especialista ou não, possuem espaço no mercado atual, mas ambos devem ter profundo conhecimento geral independente da área de atuação.

   5. Entenda do Sistema Nacional do Meio Ambiente

É fundamental que um consultor entenda o Sistema Nacional de Meio Ambiente e saiba as diferenças entre o sistema federal, estadual e municipal. Conhecer e entender cada órgão desses, saber o histórico ambiental brasileiro, saber interpretar os dados e informações, ficar atento às leis e atualizações que contribuem para a resolução de problemas, tomada de decisão e ajudam na identificação do tipo de estudo, em qual sistema ele se encaixa e como deve ser protocolado, tornando a realização do procedimento mais eficaz.

Além dessas dicas, o principal conselho para quem deseja se tornar um consultor ambiental é dar o primeiro passo, se arriscar e ir em busca dos seus objetivos. Não é fazer e ver se vai dar certo. É fazer até dar certo!

Deixe seu Comentário

Você também pode se interessar

© Ibracam

by nerit