Nosso Blog

Confira nossas novidades!

Veja outros Posts

Acabei de formar, posso ser perito ambiental?

Acabei de formar, posso ser perito ambiental?

Assim que uma pessoa se forma, inicia-se a busca por empregos. Saber avaliar as oportunidades e planejar os próximos passos, são ações primordiais para alcançar o que se almeja. 

O setor ambiental está em uma constante crescente, principalmente pelo caráter sustentável que os cargos buscam cumprir. Para desenvolver uma carreira ambiental de gratificações e sucesso, os empregadores consideram, em sua maioria, a qualificação acadêmica voltada para o meio ambiente.

Aos que procuram segurança em uma atividade profissional, a perícia é considerada, além de um atrativo, uma boa opção. Isso, devido à flexibilidade de horários para executar tarefas, prazos relativamente extensos de entrega do laudo, entre outras características pouco encontradas nos demais segmentos.   

Por ser pouco divulgada nas faculdades e universidades, as pessoas desconhecem o quão interessante este cargo é. Além dos atrativos já mencionados, a possibilidade de ser exercida paralelamente às outras atividades de um profissional, faz dessa, uma opção que não é de dedicação integral ou exclusiva.

Mas então, posso ou não ser perito ambiental assim que me formar?  A resposta é sim. Desde que você cumpra apenas uma exigência: ser graduado, com diploma em campos relacionados à área ambiental - como por exemplo engenheiro ambiental, biólogo, geólogo, engenheiro agrônomo, ecologista, engenheiro florestal, entre outros.

No entanto, recomenda-se também que o profissional se especialize por meio de cursos na mesma área. Com o intuito de aumentar e expandir o conhecimento, algumas vezes tratados de forma superficial na graduação e compreender as competências exigidas. 

Dessa forma, você será legalmente habilitado pelos órgãos técnicos ou científicos devidamente inscritos em cadastro mantido pelo tribunal ao qual o juiz está vinculado. No mais, entender a rotina e burocracia forense é essencial para não atrapalhar o andamento do processo, o juiz e as partes.

É importante se atentar que, caso o perito ambiental por culpa ou dolo, preste informações ilegítimas, responderá pelos prejuízos que causar à parte e ficará inabilitado para atuar em outras perícias no prazo de 2 a 5 anos.

Então, se você pretende adentrar na profissão de perito ambiental é necessário aperfeiçoar-se diariamente, estudando as leis e suas modificações, estar por dentro das exigências do mercado, calcular a quantidade dos danos, buscar e comprovar ações prejudiciais ao meio ambiente e distinguir esses impactos.

É sempre bom lembrar, que um profissional qualificado é capaz de tratar aspectos técnicos e práticos da função. Ter responsabilidade e conhecimento é o segredo para atingir o êxito em qualquer atuação. 

 

Leia também: 

O que é perícia ambiental? 

Devo mesmo fazer um curso de perícia ambiental?

 

Deixe seu Comentário

Você também pode se interessar

© Ibracam

by nerit