Nosso Blog

Confira nossas novidades!

Veja outros Posts

Austrália reduz 80% do uso de sacolas plásticas em 3 meses

Austrália reduz 80% do uso de sacolas plásticas em 3 meses

A crise do plástico vem afetando ecossistemas com cada vez mais severidade.

Ameaçando a biodiversidade e causando a morte de inúmeras espécies animais, o resíduo é prejudicial tanto ao meio ambiente como nós, seres humanos.

As recentes proibições de canudos, em especial no Rio de Janeiro (Brasil), prometem melhor o quadro, mas o plástico ainda está presente em nosso cotidiano.

Mesmo após diversos supermercados incentivarem a substituição pelas sacolas retornáveis, as sacolinhas persistem, ao menos no Brasil.

Elas são distribuídas livremente, ou vendidas a poucos centavos - a custo da degradação ambiental - em inúmeros estabelecimentos ao redor do país.

Ao menos no Rio, estado já citado, as sacolas devem ser substituídas por versões reutilizáveis ou biodegradáveis até 2020; na Austrália, no entanto, os próprios comerciantes responsabilizaram-se pela transição.

Duas das principais redes locais, Coles e Woolworths, já pararam, por conta própria, de oferecer sacolas plásticas a seus consumidores.

A decisão é resultado de anos de campanhas de ambientalistas, que enxergam os riscos apresentados pelo uso contínuo do material.

A boa notícia é que, somente três meses após a mudança, houve uma queda em 80% no consumo de sacolas plásticas do país, que é um dos maiores em extensão territorial do planeta e uma das principais economias da Oceania.

Os dados são da Associação Nacional de Varejo (NRA, da sigla em inglês):

"Alguns varejistas têm relatado taxas de redução de até 90%", comentou David Nout, profissional da NRA, ao The Guardian. "Acredito que haverá mais pressão sobre todos nós para estarmos mais conscientes sobre aquilo que consumimos."

Dentre a ameaça a baleias e outros mamíferos de grande porte, que ingerem plástico indiscrimadamente, um dos grandes riscos ambientais do produto, ao menos na Austrália, é relacionado aos recifes de corais.

Além do aquecimento global, o plástico também prejudica a beleza deste ecossistema específico, tido em abundância no país.

Deixe seu Comentário

Você também pode se interessar

© Ibracam

by nerit