Nosso Blog

Confira nossas novidades!

Veja outros Posts

Bióloga Brasileira é destaque internacional por trabalho com Ecologia de estradas

Bióloga Brasileira é destaque internacional por trabalho com Ecologia de estradas

Fernanda Abra é bióloga e uma das pesquisadoras-destaque do Prêmio Future for Nature 2019.

Destaque por seu trabalho com Ecologia de Estradas, Fernanda é voluntária na INCAB-IPÊ (Iniciativa Nacional para a Conservação da Anta Brasileira, do Instituto de Pesquisas Ecológicas). Ela chamou atenção da organização holandesa Future for Nature (FFN), que oferece apoio a jovens conservacionistas comprometidos com a conservação de espécies animais e vegetais.

Segundo a FFN, os prêmios buscam reconhecer indivíduos que, por meio de sua liderança, inspiram e mobilizam comunidades, organizações, governos, investidores e o público em geral.

Oito conservacionistas de vários países do mundo foram selecionados para a última fase, Fernanda sendo uma destas e a única do Brasil. Os outros dois são Divya Karnard, da Índia, e Olivier Nsengimana, Ruanda.

Com o prêmio, o vencedor recebe um apoio financeiro de 50 mil euros para realizar projetos que façam parte de seu trabalho, e em seguida os apresente a uma rede internacional de conservacionistas, que poderão, posteriormente, oferecer oportunidades adicionais de financiamento.

O anúncio do vencedor será feito em Arnhem (Países Baixos), maio.

Com 32 anos, Abra demonstra interesse pela Ecologia de estradas desde 2009, e visa reduzir impactos das rodovias nas espécies de mamíferos brasileiros. Ela é, adicionalmente, co-fundadora da empresa ViaFAUNA, uma organização de consultoria ambiental especializada no manejo da fauna silvestre em rodovias, ferrovias e aeroportos.

Atualmente, ela está na fase final de seu doutorado na Universidade de São Paulo (USP), e sua pesquisa foca-se na problemática dos atropelamentos de fauna nas rodovias deste estado, e também como estes impactam negativamente não só a conservação biológica, mas a segurança humana e também a economia:

'Eu me sinto muito feliz em trabalhar pela conservação de espécies incríveis como a anta, o tamanduá-bandeira, o lobo-guará, a onça-pintada e outros canídeos e felídeos brasileiros, e ser orientada e apoiada por pesquisadores e conservacionistas tão respeitados', Fernanda afirma. 'Estou mutio emocionada e honrada em receber o Prêmio Future for Nature. Isso ajudará muito a expandir meus esforços e fazer a diferença na conservação da incrível biodiversidade brasileira.'

Além de ser acadêmica e consultora, Fernanda também atua voluntariamente como especialista em Ecologia de Estradas nos projetos de conservação INCAB-IPÊ e ICAS (Instituto de Conservação de Animais Silvestres).

Ele é responsável, também, pela coordenação de Grupos de Trabalho ligados ao impacto de transportes nos Planos de Ação Nacionais do ICMBio para canídeos, felinos e ungulados ameaçados de extinção, incluindo espécies como o lobo-guará, raposa-do-campo, onça-pintada, parda e anta brasileira:

'Fernanda desempenha um papel fundamental na conservação das espécies brasileiras de mamíferos, pois sabe medir a extensão do impacto dos atropelamentos e, mais importante, sabe como criar estratégias para a mitigação desses impactos', Patrícia Medici, coordenadora da INCAB-IPÊ e uma das primeiras vencedores do prêmio atesta. 'Fernanda realiza trabalhos de campo em condições adversas ao longo das rodovias e também participa de reuniões técnicas e política scom profissionais e autoridades de agências ambientais e de transporte. Ela é extremamente versátil e sabe manter essa ligação entre o mundo lá fora e as salas de reuniões.'

Patrícia trabalha junto a Fernanda na mitigação dos impactos de atropelamentos de anta nos biomas Pantanal e Cerrado, especificamente no estado do Mato Grosso do Sul.

Deixe seu Comentário

Você também pode se interessar

© Ibracam

by nerit