Nosso Blog

Confira nossas novidades!

Veja outros Posts

Coletivo retirará toneladas de lixo do Monte Roraima

Coletivo retirará toneladas de lixo do Monte Roraima

Um dos principais pontos turísticos naturais não só do Brasil, mas de toda a América do Sul, o Monte Roraima vem sofrendo com acúmulos de lixo que datam de décadas.

Dividido entre os territórios brasileiro, venezuelano e também com uma porção na Guiana, ele constitui de um tepui, um tipo de monte em formato de mesa característico do planalto das Guianas.

1/3 da vegetação nativa do Brasil está localizada em áreas precárias (Link para post)

Além disso, ele é delimitado por falésias de cerca de 1000 metros de altura, e seu planalto é casa de uma florestal tropical e savana que abriga uma biodiversidade única.

O monte foi escalado pela primeira vez em 1884, numa expedição chefiada pelo britânico Everard Ferdinand im Thurn. No entanto, apesar das inúmeras excursões feitas na região nas décadas seguintes, grande parte de sua fauna, flora e geologia permanecem um mistério.

Além de ter sido inspiração para Sir Arthur Conan Doyle escrever o popular best-seller O Mundo Perdido (1912), a região atrai turistas de todas as partes.

No entanto, os visitantes não têm respeitado a natureza local, deixando seus objetos de descarte onde conveniente para os próprios.

Resultado da crise, praias da Venezuela estão vazias e sujas (Link para post)

Pensando na saúde da reserva, montou-se à frente do ICMBio, responsável pela administração do Parque Nacional do Monte Roraima, e do povo indígena Ingarikó, que ajuda a preservar o local, uma comissão de limpeza.

O processo deve durar 10 dias, tendo como base operacional a comunidade de Paraitepuy, sendo que seus participantes acamparão no alto do Monte Roraima.

Eles serão, adicionalmente, dividios em grupos de limpeza pré-determinados, com equipes de rappel e escalada para a retirada de lixo em lugares de difícil acesso.

Mesmo com a existência de normas que prevêem o acesso a tais postos somente com autorização e contratação de guias treinados, e da exigência de que os turistas tragam de volta todo o lixo que portem, devido à crescente incidência de visitações, muitas orientações não têm sido respeitadas.

Licenciamento Ambiental em MG: Novas Diretrizes - 01 e 02 de Dezembro - Viçosa/MG

Espera-se, com a ação coletiva, que toneladas consideráveis de lixo, tanto orgânico como inorgânico.

De acordo com o Comitê responsável, este tipo de operação leva à reflexão de que 'é necessário, e urgente, adotar medidas e mudanças profundas quanto ao uso e manejo do Monumento Natural Monte Roraima'.

Além da ação, estão sendo feitos acordos para declarar o uso do Monte estritamente sob os parâmetros do Ecoturismo, tornando, assim, a operação de saneamento ambiental mais que um movimento isolado.

O objetivo, a longo prazo, é conscientizar visitantes e garantir o aproveitamento da montanha para gerações futuras.

Espera-se, também, que com as campanhas haja uma redução dos impactos causados pelo abandono contínuo de lixo no ambiente, que coloca em risco não só a fauna e flora, mas também a saúde dos indígenas que têm a parte baixa do Roraima como lar.

Deixe seu Comentário

Você também pode se interessar

© Ibracam

by nerit