Nosso Blog

Confira nossas novidades!

Veja outros Posts
Como Fazer um Planejamento Ambiental?

Para alcançar um objetivo de forma rápida e eficiente, o melhor recurso é utilizar um planejamento. E para isso, não existem muitos segredos. Basicamente, para bons resultados, deve-se estabelecer o estado atual, definir o objetivo e meta, realizar uma análise da presente situação e seus influenciadores, traçar um plano de ação, fazer as verificações e ajustes necessários e continuar o ciclo.

Com o planejamento ambiental, as regras não se distinguem. Esse, também envolve um processo contínuo, que requer a coleta, organização e análise das informações. Dessa maneira, o intuito é atingir metas e objetivos futuros, tanto em relação a recursos naturais quanto à sociedade.

Interligado diretamente com o desenvolvimento sustentável, esse tipo de planejamento exige uma abordagem interdisciplinar e integrada. Isso, devido à complexidade que compreende os aspectos físicos, ambientais e sociais.

Portanto, para alcançar alternativas mais sustentáveis e obter o melhor aproveitamento dos recursos naturais disponíveis, o planejamento ambiental utiliza métodos e sistemas específicos, que possibilitam estudos como: a problemática econômica e social da população e a análise das características do meio, suas carências, virtudes e possibilidades.

 

Mas, todos os planejamentos são iguais?

 

Não podemos generalizar esses processos. Para cada contexto e objetivo almejado, usa-se um tipo ou instrumento próprio. Por exemplo, em casos que envolvem políticas públicas, é necessário um planejamento mais detalhado, que vá além do plano de ação e inclua o estudo de outros meios (físicos, biológicos, entre outros).

Por outro lado, se uma empresa analisa as consequências ambientais que uma ação pode causar e quer levantar alternativas, outro tipo de planejamento é aplicado. Por essa razão, geralmente utilizam-se dois termos que categorizam e melhor representam suas características: abrangência operacional e abrangência espacial.

 

Resumindo...

 

Independentemente da abrangência, em síntese, o planejamento ambiental busca o equilíbrio entre o desenvolvimento econômico e limitações ligadas ao ecossistema, além de prever possíveis crises e desequilíbrios. De forma resumida, vamos entender o propósito de fazer um planejamentos:

 - Preservação e conservação da fauna e da flora

- Manutenção de bancos genéticos

- Sustentação da biodiversidade

- Preservação de mananciais

- Qualidade de recursos hídricos

 Apesar de falarmos que não existem padrões ou fórmulas para criar um planejamento, é possível encontramos exemplos com poucas etapas e que facilitam o processo:

Por fim, à medida que a população mundial cresce, consequentemente o aumento das cidades acontece de forma simultânea. Ou seja, é de extrema importância monitorar, definir indicadores, variáveis e parâmetros ambientais para mantermos a qualidade e evitarmos danos irreversíveis.

 

Você também pode se interessar por:

Conheça as principais leis ambientais do Brasil

Desastres ambientais no Brasil

Governo apresenta o mapa da fiscalização ambiental em Minas Gerais

Deixe seu Comentário

Você também pode se interessar

© Ibracam

by nerit