Nosso Blog

Confira nossas novidades!

Veja outros Posts

Duas novas barragens podem romper em Minas Gerais, uma delas da Vale

Duas novas barragens podem romper em Minas Gerais, uma delas da Vale

Menos de um mês após a tragédia de Brumadinho, duas cidades de Minas Gerais acordaram ao som sirenes de emergência.

Em Barão de Cocais, a apenas 100 km de Belo Horizonte, capital do estado brasileiro, as sirenes foram acionadas na madrugada, fazendo com que 500 pessoas fossem desalojadas e levadas para um ginásio da cidade.

O município não tem bombeiros militares e voluntários já estão atuando no momento, além da Polícia Militar e bombeiros militares de Nova União. Em conversa com a rádio BandNews FM, o bombeiro voluntário Thiago Hosken afirmou que moradores estão temerosos com a possibilidade de rompimento da estrutura.

A empresa Vale, responsável pela estrutura que cedeu em Brumadinho, também tem responsabilidade no novo caso.

Até o momento, 157 mortos e 182 desaparecidos foram confirmados em Brumadinho. Em nota, a mineradora afirmou que vem intensificando as inspeções nos locais de risco e implantando equipamentos com capacidade de detectar movimentações milimétricas nestes.

'A Vale está trazendo consultores internacionais para fazer nova avaliação da situação no próximo domingo', afirmaram representantes sobre Barão de Cocais.

Já a prefeitura do município publicou no Facebook que a cidade entrou no Nível 2 de risco, afirmando que há um desnível na estrutura e que ônibus da Vale e veículos de apoio fizeram a evacuação por precaução.

Por outro lado, em Itatiaiuçu, 72 km de Belo Horizonte, moradores do povoado de Pinheiro foram alertados sobre o risco de rompimento da barragem local às 4h da madrugada. A sirene foi acionada após problemas estruturais serem notados na mina da ArcelorMittal no município.

Pessoas em situação de risco foram identificadas e levadas para um hotel na cidade.

Deixe seu Comentário

Você também pode se interessar

© Ibracam

by nerit