Nosso Blog

Confira nossas novidades!

Veja outros Posts

Empresa vende excursões de caça a animais selvagens no Reino Unido

Empresa vende excursões de caça a animais selvagens no Reino Unido

Caça esportiva é uma das ações mais duramente criticadas por ativistas ambientais mundialmente.

Recentemente, veio à tona o caso de Mufasa, raro leão branco que corre o risco de ser leiloado para ser perseguido e morto, por diversão, simplesmente por ser estéril.

E, agora, é uma empresa britânica que está nos holofotes.

A firma, intitulada European Hunts (ou Caças Europeias) organiza excursões ao redor das ilhas britânicas em que os clientes podem matar veados, cervos e corças, com valores atingindo até £17,500 libras (cerca de R$100 mil) por animal abatido.

Mesmo com protestos crescendo e ameaçando fechar o negócio, o site informa que a companhia oferece às pessoas a oportunidade de caçar animais que não são encontrados em qualquer outro lugar do mundo:

'Nós temos o maior cervo vermelho, Muntjacs (espécie chinesa), dentre outros', lê-se no anúncio. '(...) a Grã-Bretanha é o destino perfeito para caçadores.'

Operada pelo texano Aaron Bulkley e o inglês Alex Hinkins, um conhecido caçador local, European Hunts garante a caça aos animais em seus habitats naturais, mas não acomodação, voos, alimentação e outras despesas.

Dentre os animais do 'catálogo', estão alguns que mal escaparam da completa extinção, como o veado 'Père David', espécie salva na China durante uma missão britânica, e importada para o país no início do século XX.

Quando a China extinguiu estes seus seres nativos, o Reino Unido tornou-se o único país reconhecido a ainda abrigá-los, mesmo em pouca quantidade.

Agora, eles podem sumir de vez para satisfazer consumidores ávidos. E não são poucos!

Dezenas de caçadores já voaram para lá no intuito de participar das excursões:

'No nosso grupo de caça de novembro, que veio do Texas, Aaron Bulkley e convidados caçaram por 5 dias na Inglaterra', relata uma das publicações da companhia.

Chris Luffingham, um dos membros da Liga Contra Esportes Cruéis, afirma que é 'doentio' como este tipo de atividade ainda acontece, ainda mais no centro do país.

Para ele, a European Hunts devia ser investigada pelo Parlamento.

Nos últimos tempos, a preocupação com o meio ambiente e a biodiversidade no Reino Unido tem aumentado, principalmente com a ameaça de desaparecimento de parte da Escócia devido às mudanças climáticas e, também, a perda inevitável de vida selvagem.

No último mês de novembro, dezenas de ativistas foram presos em Londres por participarem de protestos pacíficos.

 

Fonte: DailyMail UK

Deixe seu Comentário

Você também pode se interessar

© Ibracam

by nerit