Nosso Blog

Confira nossas novidades!

Veja outros Posts

Mais de 200 cidades da Europa se unem para zerar emissões de CO2 até 2050

Mais de 200 cidades da Europa se unem para zerar emissões de CO2 até 2050

Em carta aberta divulgada nesta terça (07), e endereçada aos chefes de governo e estado da EU - European Union (ou União Europeia, em português), 210 prefeitos apelam a seus próprios governos, e outros, para que o problema da emissão de CO2 seja resolvido.

O objetivo é pressionar os gigantes do bloco econômico a discutirem o zeramento do volume de emissão de gás carbono até 2050, durante a próxima reunião da cúpula, que ocorre esta quinta (09), em Sibiu, cidade do país-membro Romênia.

Assinada por prefeitos de cidades como Paris, London, Stockholm, Amsterdam, Oslo (na Noruega, que não faz parte da EU, mas está em sua zona de comércio e livre movimento), Milan, Athenas e Stuttgart, a carta menciona a importância da neutralidade climática.

A importância da carta

A carta fala, também sobre a importância de um balanço zerado de emissões de gases poluentes; o que, de acordo com o conteúdo da carta, é "a única proposta realizável em prol do futuro da Europa e do mundo":

"A Europa deve se tornar uma líder mundial na questão climática", Anne Hidalgo, prefeita de Paris, afirma. "As gerações futuras não vão nos perdoar se não airmos enquanto ainda tivermos tempo."

Até então, espera-se que a EU reduza as emissões de poluentes do efeito estufa em 40% até 2030, em comparação com 1990. Já em 2020, no entanto, o bloco espera definir sua próxima estratégia climática, que será válida até meados do atual século, como previsto no Acordo de Paris.

Ontem (06), Emmanuel Macron, presidente da França, anunciou que incluirá a pauta na agenda de Sibiu.

Pressão internacional

Centenas de ONGs já vem pressionando e convocando líderes políticos a abraçar a causa.

No último mês, inclusive, o famoso grupo Extinction Rebellion tomou as ruas no Reino Unido para demandar que o assunto das mudanças climáticas fosse tratado com mais seriedade. Agora, Wendel Trio, diretor do Climate Action Network (CAN) Europe, também afirma que "é hora dos políticos agirem":

"Lançamos um sinal de alerta em prol do clima para todos os atuais e futuros políticos europeus", comentou.

O presidente da Comissão das Conferências Episcopais da EU (Comece), Jean-Claude Hollerich, que também é arcebispo de Luxembourg, é outro apoiou a iniciativa, pedindo ao futuro Parlamento Europeu, que se formará em julho após as próximas eleições, um maior comprometimento com a causa.

Deixe seu Comentário

Você também pode se interessar

© Ibracam

by nerit