Nosso Blog

Confira nossas novidades!

Veja outros Posts

O que é Fotogrametria e quais são suas aplicações?

O que é Fotogrametria e quais são suas aplicações?

O mapeamento com drones é uma vertente da geotecnologia moderna que auxilia - e impulsiona - nossa sociedade em diversas áreas.

Nós já discutimos mais sobre drones e sua importância nesta postagem, que, em suma, trata de suas aplicações em ramos sensíveis do meio ambiente, como construção urbana, agricultura, mineração, saúde etc. Hoje, vamos dar sequência ao assunto comentando especificamente um dos componentes mais importantes do mapeamento com drones: a fotogrametria.

Se você está por dentro do assunto, ou até mesmo domina uma coisa ou outra dentro de Geoprocessamento, já se deparou em algum momento com esta palavra! No entanto, o que ela realmente significa para nós, profissionais de meio ambiente, e como ela pode ajudar-nos efetivamente a desempenhar nossas funções?

 

O que é fotogrametria?

A fotogrametria é a arte, ciência e tecnologia responsável por obter informações confiáveis sobre objetos físicos e o meio ambiente. Como definem Wolf e Dewitt (2000) o processo é feito através de gravação, medição, interpretação de imagens fotográficas e padrões de energia eletromagnética, bem como outros fenônemos.

Pode ser uma surpresa para algumas pessoas, mas a fotogrametria é tão antiga quanto a própria fotografia, tendo ajudado o ser humano a analisar dados em algoritmos matemáticos já há mais de um século. Hoje, é claro, esta tecnologia está mais sofisticada e podemos contar com o auxílio, e fácil visualização, de imagens e outros arquivos digitais.

A fotogrametria em si existe em dois tipos: fotogrametria aérea e fotogrametria terrestre (discutiremos mais sobre num futuro post!)

 

Qual a utilidade da fotogrametria?

A fotogrametria nos permite fazer medidas precisas de objetos em três dimensões (3D) e elevações físicas (como montanhas) em fotografias 2D. As aplicações incluem a medição de coordenadas, a quantificação de distâncias, alturas, áreas e volumes.

 

E as ortofotos?

As "ortofotos" são um dos principais produtos que podem ser obtidos com a fotogrametria, não passando de fotos corrigidas de todas as deformações presentes na fotografia aérea. Ela surgiu nos anos 1970 com um custo alto e uso bastante restrito, já que os equipamentos que permitiam a análise em fotogrametria eram altamente complexos e caros.

As tais deformações citadas anteriormente podem ser resultado da projeção cônica da fotografia, o que pode dar a ela um aspecto distorcido, e das variações do relevo. Elas resultam, logicamente, numa maior variação na escala dos objetos fotografados.

Ortofotos podem ser comparadas a mapas de traço, onde todos os elementos são medidos e vetorizados com alta acurácia, tornando possível a mensuração de distânicas, posições, ângulos e áreas, basicamente como em qualquer outro mapa funcional.

 

Profissionais de meio ambiente PRECISAM entender sobre drones!

Um profissional de meio ambiente que, hoje, está desatualizado em Geoprocessamento, ou não sabe manusear um drone, ou até mesmo manipular as imagens obtidas com ele e traduzidas em dados, é um profissional desatualizado!

Sabemos que são poucas as graduações que, hoje, dão a ênfase que é tão necessária ao estudo de drones e outras geotecnologias. Portanto, é de extrema importância que você, independentemente de sua formação, estude mais sobre o assunto para não perder as melhores oportunidades que o mercado tem a oferecer!

Nesta publicação, elencamos com maior profundidade os riscos que você corre não se capacitando constantemente e não acompanhando as tendências, e estudos, de meio ambiente.

Deixe seu Comentário

Você também pode se interessar

© Ibracam

by nerit