Nosso Blog

Confira nossas novidades!

Veja outros Posts

O que são os Sistemas de Informações Geográficas?

O que são os Sistemas de Informações Geográficas?

O espaço geográfico pode ser facilmente compreendido por meio de um conjunto de sistemas de softwares e hardwares, denominado Sistema de Informações Geográficas – SIG, capaz de produzir, armazenar, processar, analisar e representar inúmeras informações.

Dessa maneira, todas as características e conteúdos identificados são reunidos e dão origem a mapas temáticos, imagens de satélites, cartas topográficas, gráficos e tabelas. A partir desses produtos, é possível analisarmos as evoluções temporais e espaciais de um fenômeno geográfico e as inter-relações entre distintos fenômenos espaciais.

Por permitir a maximização de informações coletadas, são muitos os que se beneficiam com o uso do SIG, entre eles: empresas, pesquisadores, ONGs, governos, serviços de inteligência, entre outros. E, apesar de distintas, as atividades humanas sempre são desenvolvidas em alguma localidade geográfica, portanto, umas das principais aplicações desse sistema, é no planejamento e ordenamento territorial.

Os SIGs resultam da combinação entre três tipos de tecnologias distintos: O sensoriamento remoto, o GPS e o geoprocessamento. Entenda cada uma delas:

Sensoriamento Remoto

Sensoriamento Remoto

Para captar informações e imagens acerca da superfície terrestre, utiliza-se ferramentas como satélites e radares. Esses podem oferecer informações muito importantes, que vão desde o tamanho de determinada cobertura vegetal, à extensão de uma área agrícola, bem como os movimentos das massas de ar, localização dos focos de desmatamento e incêndio, entre outros.

Além disso, o uso de fotografias aéreas (aerofotogrametria) podem auxiliar no sensoriamento. Tal procedimento, como o nome sugere, acontece por meio da realização de fotografias tiradas em câmeras acopladas em aviões e helicópteros. Dessa forma, essa é uma técnica que permite obter informações de um determinado objeto sem entrar em contato físico com ele.

 

GPS - Sistema de Posicionamento Global

GPS

O Sistema de Posicionamento Global - GPS, é um instrumento que tem se difundido muito nos últimos anos. Ele permite a localização de uma pessoa ou um objeto espacial a partir de suas coordenadas geográficas, latitude e longitude.

Atualmente, diversos setores econômicos como agricultura ou rastreamento de cargas de veículos vêm se apropriando do uso desse sistema. Com os problemas de trânsito enfrentados nas grandes cidades, tem se tornado um item indispensável para navegação e orientação aos motoristas de carro.

Levando em conta que o GPS está apoiado em uma cobertura de dezenas de satélites, isso permite emitir informações de qualquer local do mundo, incluindo endereços, ensinar rotas mais curtas para se chegar a um determinado local e, até mesmo, gravar os caminhos percorridos e informar a velocidade de deslocamento.

Geoprocessamento

Geoprocessamento

Após obter todas as informações por meio do sensoriamento remoto e do GPS, os conteúdos são tratados para produção de mapas, cartogramas, gráficos e sistematizações em geral.

Para isso, usa-se softwares especialmente programados para essa função, capazes de adicionar legendas e informações diversas sobre o espaço representado. O Google Earth é uma das ferramentas de Geoprocessamento mais conhecidas e utilizadas pelas pessoas. Um dos motivos, é devido à disponibilidade tanto em software quanto por meio de acesso à internet.

Dessa forma, os SIGs oferecem mecanismos para combinar várias informações, por meio de algoritmos de manipulação e análise, para consultar, recuperar e visualizar o conteúdo da base de dados e gerar mapas.

 

Você pode se interessar também:

- O que é o Geoprocessamento e porque o profissional ambiental precisa dele

- Governo apresenta o mapa da fiscalização ambiental em Minas Gerais

- Desastres ambientais no Brasil



Deixe seu Comentário

Você também pode se interessar

© Ibracam

by nerit