Nosso Blog

Confira nossas novidades!

Veja outros Posts

Os Agricultores Familiares de Viçosa que preocupam-se com o Meio Ambiente

Os Agricultores Familiares de Viçosa que preocupam-se com o Meio Ambiente

Mini Documentário Disponível ao Fim da Matéria, em nosso Canal no YouTube

Sabemos que a agricultura familiar traz inúmeros benefícios para o consumidor padrão. Mais, ainda, que o que os supermercados oferecem.

Presente em grande parte dos países desenvolvidos, o costume têm como base principal o estímulo de economias localizadas e, adicionalmente, a promoção de um meio de vida mais saudável. Em especial no Brasil, que é um dos líderes globais nos rankings de agrotoxicidade alimentar, estes pequenos produtores desempenham um papel primordial na escala produtiva.

Além de contribuir para colocar produtos mais saudáveis na mesa de consumidores, os agricultores familiares brasileiros ajudam a controlar a inflação e aumentam a competitividade no mercado, batendo de frente com a indústria e transferindo renda, indiretamente, para setores regionais, o que proporciona, no fim, investimentos para seus próprios municípios.

Em Viçosa, cidade universitária de Minas Gerais que destaca-se pela grande importância dada à agroecologia e aos estudos agrários, a coisa não é diferente!

Famosa não só pela emblemática Universidade Federal de Viçosa (UFV), mas também por suas feiras de produtos da agricultura familiar, as demandas da cidade mineira são atendidas por um número considerável de produtores locais, que, em família ou por associação, empenham-se para instigar a segurança, e também diversificação alimentar, e redistribuir a renda local.

Tendo consciência da importante contribuição destes profissionais para a comunidade em que estamos inseridos, no último último dia 13-02 nós do IBRACAM fomos até o Sítio Boa Vista, lar de Neiomir Almeida (32) e Taís Cristina Gomes (29).

Casal nativo de Viçosa, os dois são proprietários, administradores e, ainda, trabalhadores do próprio sítio, que estende-se por um total de 10.5 hectares, sendo que 1 hectare inteiro (ou 10.000 m²) é dedicado exclusivamente à horticultura.

Para os não-familiarizados como termo, este é o nome que se dá à ciência que trata do cultivo de diversos tipos de plantas, sejam elas cultivadas em jardins, pomares, hortas ou estufas, e que suprem necessidades humanas.

É necessário muito cuidado e técnica para manter tais plantas e seus valores nutricionais, e o casal e seus colaboradores têm isto em mente ao caminhar pelo sítio observando e colhendo o que plantaram. 'Nós trabalhamos muito', afirmam, 'mas é rentável, é prazeroso'.

Além de gerarem emprego e ajudarem a valorizar o cenário econômico de Viçosa, trazendo produtos frescos e saudáveis para seus co-habitantes, a dupla também destaca-se dentre outros produtores por preocupar-se com o meio ambiente e o impacto que eles podem causar nele.

Ao mesmo tempo que sua renda vêm inteiramente do sítio, o que implica na retirada responsável de bens da natureza, os dois produtores fazem conexão entre as hortas e a pecuária de leite, utilizando de adubos naturais, não tóxicos, para fomentar o cultivo, e também são conscientes com a água que manejam, pois sabem o quanto o recurso é precioso e como ele fará falta às gerações futuras:

'Nós temos esta preocupação (sic) pensando nas gerações futuras', Taís afirma. 'A gente sempre escuta (sobre) aquecimento global, desmatamento, uma coisa e outra, então nós pensamos neste aspecto. Em, ao fazer a casa, fazer uma fossa séptica (sic) para não poluir os rios. Fizemos poço semi-artesiano para ter uma água melhor. Não que a água dos rios não seja boa, mas ela é (sic) para os peixes. Nós temos um lençol freático para tirar água para nosso sustento, então pensamos desta forma.'

E para onde será que vai todo o resultado do trabalho diário dos agricultores?

Caso você seja da cidade, ou vá visitar Viçosa algum dia, é possível encontrá-los toda semana, às quartas-feiras, na feira da ASPUV, localizada na Vila Gianetti (UFV), ou na feira da Estação, famoso ponto de encontro entre moradores do município e produtores locais e que já é destino comum de compras da cidade.

Ambos também estão sempre presentes nas feiras de sábado, que ocorrem próximas à Prefeitura.

Ficou curioso(a) e quer saber mais? É só assistir à nossa matéria completa, conduzida pelo Especialista em Nutrição e Controle Biológico de Pragas e Doenças em Plantas, Ramon Carmo, representante do IBRACAM.

Durante o vídeo, Carmo destaca a importância de se ter produtores e agricultores preocupados com a sustentabilidade e a preservação do meio ambiente, sua fauna e flora. Com filmagem in loco, dá só uma olhada no mundo sustentavelmente rentável de Taís e Neiomir:

Deixe seu Comentário

Você também pode se interessar

© Ibracam

by nerit