Nosso Blog

Confira nossas novidades!

Veja outros Posts

Plásticos descartáveis serão proibidos na Europa a partir de 2021

Plásticos descartáveis serão proibidos na Europa a partir de 2021

Inúmeros tipos de plásticos descartáveis serão banidos em toda a União Europeia (UE) a partir de 2021.

O projeto, que foi aprovado em peso em Bruxelas, sede do Parlamento Europeu, tem em sua lista de proibições produtos como pratos de plástico, talheres, canudos, hastes flexíveis e varetas para bexigas.

A lei, votada no último 24 de outubro, tem sido aprovada progressivamente pelos atuais 27 estados-membro do bloco. Para tornar-se universal, ela precisa ser aprovada por todos.

No entanto, ainda não foram mencionados nos projetos os produtos feitos de plásticos oxidegradáveis, como embalagens, recipientes de fast food e sacos de lixo.

Qual é a meta?

Espera-se que todos os plásticos decartáveis, que não têm qualquer chance de serem ecologicamente reaproveitados, sejam reduzidos em no mínimo 25% até 2025. Para tal, os países da UE precisarão elaborar eles próprios planos nacionais que incentivem a reutilização e reciclagem.

A taxa de reciclagem de garrafas de bebidas alcóolicas também deve ser de 90% até o ano mencionado, ficando a cargo dos própriso fabricantes a cobertura de custos do gerencimaneto de lixo produzido em suas fábricas.

Quais outros ramos serão afetados?

A tabacaria e a indústria de produtos de pesca também precisarão adaptar-se às mudanças.

Estima-se que uma ponta de cigarro tem a capacidade de poluir entre 500 a 1000 litros de água em seu processo de decomposição, que pode levar, no pior dos cenários, até 12 anos. Os ministros concordaram que as medidas devem compreender, igualmente, resíduos de produtos de tabaco, inclusive filtros de cigarro que levam plástico na composição.

A meta é eliminar 50% de produtos potenciais poluidores até 2025, e em 80% até 2030.

Igualmente, equipamentos de pesca também deverão ser repensados, uma vez que o setor é um dos mais lucrativos em toda a Europa e, ironicamente, é responsável por 27% dos resíduos plásticos encontrados nas praias do continente:

'Adotamos a legislação mais ambiciosa contra plásticos descartáveis', afirmou a relatora Frédérique Ries, membro do Parlamento. 'Cabe a nós agora manter o curso nas próximas negociações. A votação de hoje prepara o caminho para uma diretriz futura e ambiciosa. É essencial para proteger o ambiente marinho e reduzir os custos dos danos ambientais atribuidos à poluição plástica (...)'

Redigido pela própria Frédérique, o projeto foi aprovado com uma maioria de 571 votos a favor contra 53 contra (e 34 abstenções).

O Parlamento entrará em necessárias negociações com o Conselho, além de outras entidades da indústria e comércio, quando os ministros da União definirem seus posicionamentos finais em seus respectivos países.

Atualmente, 80% do lixo que encontra-se nos oceanos é plástico. Numa boa nota, a Austrália conseguiu reduzir 80% do uso de sacolas plásticas em 3 meses.

Deixe seu Comentário

Você também pode se interessar

© Ibracam

by nerit