Nosso Blog

Confira nossas novidades!

Veja outros Posts

Por que fazer um Curso de Geoprocessamento?

Por que fazer um Curso de Geoprocessamento?

O desenvolvimento de novas funções, softwares, teorias e conceitos, resulta em representações digitais cada vez mais fiéis ao espaço geográfico real. Ou seja, o geoprocessamento assume papel de ferramenta-solução, fundamental para tomada de decisões, principalmente aquelas que envolvem extensas áreas espaciais.

Considerando essa tendência, não é por acaso que profissionais e estudantes têm se interessado em aproximar do geoprocessamento com diversos objetivos, como para buscar novas oportunidades de trabalho ou campos do mercado, ampliar suas capacidades, para pesquisas acadêmicas, entre outros.

E por falar em preferências, o mercado de trabalho é uma característica de peso nas escolhas profissionais. Antes de discutirmos sobre suas condições, é necessário levarmos em conta que a expansão ou retração de ofertas de emprego variam em função de muitos fatores.

Entre eles o progresso de desenvolvimento da economia geral e de setores específicos, novas tecnologias, número de profissionais formados e concorrência.

As perspectivas em geoprocessamento, atualmente são positivas. Devido ao investimento em construções civis (obras que necessitam do acompanhamento em geoprocessamento), infraestrutura (aeroportos, estradas, instalações e redes sanitárias), demarcação de terras (em grandes loteamentos, assentamentos populacionais, áreas de preservação ambiental), instalações industriais, equipamentos públicos diversos.

Geoprocessamento

Entretanto, antes de trabalhar com o geoprocessamento, o embasamento teórico deve ser o primeiro passo para se familiarizar com os conceitos fundamentais.

Daí, vem a importância de se especializar por meio de cursos.

 

Vejamos algumas Vantagens

 

- Esses cursos garantem qualificação profissional e são considerados diferenciais nos currículos;

- Geralmente acontecem em curtos períodos de tempo;

- O foco é atualizar e aperfeiçoar a pessoa em áreas específicas, por meio dos melhores direcionamentos;

- Com metodologias de educação diferenciadas, os cursos oferecem aulas mais dinâmicas e interativas, facilitando o aprendizado;

- A flexibilidade no horário das aulas, permite a conciliação com as demais tarefas;

- É uma ótima opção para profissionais que já formaram há alguns anos e precisam atualizar sobre as novas ocupações, conceitos, mudanças do mercado e tecnologias;

Por essas razão, quem opta por fazer um curso de geoprocessamento está pronto para utilizar sistemas de sensoriamento remoto na produção e interpretação das imagens para coleta de dados sobre uma região, imóveis urbanos e rurais ou para confecção de mapas.

E, independente do campo de trabalho (instituições públicas ou privadas que atuam com o monitoramento de recursos naturais ou da ocupação do solo, ou em prefeituras, no planejamento urbano), solucionar um problema será muito mais fácil.

 

Leia também:

O que é o Geoprocessamento e porque o profissional ambiental precisa dele

Quero trabalhar com Meio Ambiente, e agora?

 

Deixe seu Comentário

Você também pode se interessar

© Ibracam

by nerit