Nosso Blog

Confira nossas novidades!

Veja outros Posts

Produtos Cancerígenos e nocivos ao Meio Ambiente são utilizados na fabricação de Fraldas

Produtos Cancerígenos e nocivos ao Meio Ambiente são utilizados na fabricação de Fraldas

Segundo a Agência Nacional de Segurança Sanitária da Alimentação, do Meio Ambiente e do Trabalho (Anses), da França, os limites sanitários em fraldas descartáveis têm sido excedidos devido ao uso de várias substâncias químicas em suas composições.

A revelação expõe perigos iminentes a bebês franceses - e também a crianças de outros países que compram das mesmas marcas.

Com base nas análises e testes realizados, 23 das marcas ultrapassam os limites máximos autorizados de elementos quimicos.

Dentre as partículas encontradas, estão pesticidades proibidos no país há mais de quinze anos, como o lindano, o quintozono e hexaclorobenzeno.

Outros compostos como álcool benzílico e butilfenilo, para fragrância, também foram encontrados, além de bifenilos policlorados (PCBs), dioxinas, compostos orgânicos voláteis (naftaleno, estireno, tolueno etc) e hidrocarbonetos aromáticos policíclicos (HAP).

Ao todo, a lista conta com mais de 60 produtos químicos, incluindo o temido herbicida da Monsanto, glifosato, acusado de ser cancerígeno.

Além de ameaçar o bem-estar das crianças, o estudo, que foi conduzido entre 2016 e 2018, revelou que a presença destes químicos pode ser liberada e entrar em contato direto com a pele do bebê enquanto urina.

Algumas destas substâncias são adicionadas intencionalmente, como aromas que podem causar alergias, e outras vêm de matérias-primas ou são resultantes do processo de fabricação.

A Anses recomendou eliminação destes compostos, ou ao menos sua minimização, nas fraldas descartáveis, e reforçou a necessidade de um controle e marco regulatório mais restrititivo a nível tanto nacional como europeu, tanto para evitar que fatalidades ocorram a longo-prazo, como para não incentivar a poluição ambiental com o descarte destas fraldas.

Para conferir o estudo completo, em francês, acesse este link.

Deixe seu Comentário

Você também pode se interessar

© Ibracam

by nerit