Nosso Blog

Confira nossas novidades!

Veja outros Posts

Saiba como drones fazem toda a diferença durante a pandemia

Saiba como drones fazem toda a diferença durante a pandemia

Nós sabemos que a pandemia do SARS Covid 2 trouxe inúmeros desafios para a humanidade como um todo. Além de apresentar novos empecilhos em nosso cotidiano, com a introdução do distanciamento social e as restrições de movimento implementadas ao redor do globo, o novo coronavírus nos forçou a repensar todo o mercado e nossas formas de trabalho em uma questão de meses.

Não foi e não está sendo fácil, mas aos poucos a humanidade está encontrando seu caminho dentro do 'novo normal'.

Algo que não foi bastante documentado, no entanto, em meio às tragédias provocadas pela pandemia e o impacto inicial que esta teve nos negócios e nossas formas de vida, é o papel indispensável dos drones na luta contra este inimigo invisível.

 

Como exatamente drones tem nos ajudado a manter a economia ativa durante a crise?

No contexto da pandemia global, em que o vírus pode se espalhar facilmente de uma pessoa para outra, muitos países se viram forçados a desenvolver soluções para a manutenção da economia que fossem eficientes e tivessem o mínimo de impacto negativo possível, mas, ao mesmo tempo, protegesse a saúde pública.

E, aparentemente, os drones tem cada vez mais se mostrado a tecnologia preferida para desempenhar uma série de tarefas que, agora, necessitam da intervenção dos UAVs - ou Unmanned Aerial Vehicle, do inglês.

Primeiro, drones são capazes de substituir o trabalho humano e chegar a locais de difícil acesso, de uma forma segura, barata e em um curto intervalo de tempo. E já temos ciência que, durante a crise, cautela e agilidade são duas palavras cruciais no combate ao vírus. O mais importante, é claro, é que a tecnologia reduz significativamente as chances de proliferação da doença.

Se antes era bastante comum o correio visitar casas para entregar encomendas, o que durante uma pandemia de doença respiratória não é ideal, hoje drones oferecem uma solução extremamente prática e efetiva para que tais tarefas e demandas continuem sendo realizadas, com o mínimo de pessoas sendo colocadas em risco.

Eles também podem carregar câmeras, como sabemos no contexto do mercado de meio ambiente, em que mensuramentos cartográficos e mapeamento aéreo podem ser feitos em campo e em tempo recorde, e também têm a capacidade de carregar itens de necessidade primária, como compras de supermercado, remédios, produtos desinfetantes e até mesmo documentos a serem assinados. E tudo isso sem que as pessoas precisem sair de casa!

Apesar no Brasil esta utilização mais ampla dos objetos aéreos não ser tão disseminada ainda, o que nos mostra que, aqui, ainda é um mercado amplo, rico e extremamente convidativo aos brasileiros que estão dispostos a ser pioneiros na área, na Europa a alternativa já existe e é um sucesso, especialmente com a distribuidora Amazon EU.

 

Drones como reforçadores da lei na União Europeia

Imagem aérea de Vilnius, em Lithuania

Imagem aérea de Vilnius, na Lithuania

Adicionalmente, durante os meses iniciais da crise sanitária autoridades na Espanha também utilizaram drones para controlar o movimento de pessoas e garantir que elas estavam seguindo as regras estabelecidas pelo governo. Como a BBC informa, diversos indivíduos em Madrid foram policiados por agentes da lei utilizando drones, reduzindo assim as chances de infecção mútua e protegendo tanto civis como trabalhadores essenciais.

A Riviera Francesa, região turística do sul da França, também é outra zona da Comunidade Europeia que adotou a medida. Em Nice e Cannes, especificamente, drones foram usados com megafones para alertar sobre toques de recolher e medidas emergenciais durante o lockdown. Uma tática similar foi utilizada em Vilnius, capital da Lithuania (país báltico no leste da União Europeia), em que flyers com instruções de proteção individual foram dispensados com o auxílio de drones.

E não para por aí! Ainda no leste da Europa, em Burgas (um importante porto na Bulgaria) drones foram capazes até mesmo de medir a temperatura de cidadãos através de uma câmera termal, o que provou ser extremamente eficaz, dentre inúmeros outros exemplos.

Naturalmente, o mapeamento aéreo com drones também é de suma importância para a proteção do meio ambiente, como já discutimos nesta outra postagem, especialmente em períodos de crise.

 

Qual conclusão podemos tirar?

Em resumo, o avanço das tecnologias na área dos UAVs tem aumentado exponencialmente o seu uso em diversas áreas, da civil, passando pelos negócios, até chegar ao setor social. Apesar de drones terem inicialmente nascido como táticas ofensivas durante períodos de guerra, hoje eles são alguns dos nossos principais aliados nas atividades cotidianos.

Para profissionais de meio ambiente, a importância é ainda maior: muitos dos mapas que utilizamos como referência hoje, seja no Geoprocessamento ou qualquer outra vertente de estudo geográfico, utilizam fotogrametria e imagens capturadas por veículos aéreos. E, sem eles, poderíamos levar anos para atingir os resultados almejados em nossos projetos.

E, num mundo em que o coronavírus ainda é uma ameaça constante e há uma crescente carência de profissionais habilitados a manejar esta tecnologia em constante evolução, torna-se cada vez mais evidente o papel imprescindível do pequeno robô, e agentes capacitados, no combate às adversidades naturais e humanas.

 
What do you want to do ?
New mail

Deixe seu Comentário

Você também pode se interessar

© Ibracam

by nerit