Nosso Blog

Confira nossas novidades!

Veja outros Posts

Viçosa avança na utilização de Tecnologias Alternativas para Cultivo Agro-Ecológico

Viçosa avança na utilização de Tecnologias Alternativas para Cultivo Agro-Ecológico

Brasileiro adora tomar café, e mineiros, é claro, não fogem à regra!

Além dos diversos tipos de sabores que sementes de diferentes espécies de café podem trazer, suas borras oferecem importantes nutrientes para o solo. Muita gente não sabe, mas os descartes de café são ricos em carbononitrogênio e matéria orgânica, que, numa plantação, equivalem a saúde e vigor.

Entretanto, para a fertilização, não é aconselhável colocá-la direto no solo, pois o processo de decomposição dessa matéria orgânica irá consumir nitrogênio, tirando, assim, sua função de fertilizante.

Muitos agricultores autônomos descobriram isto sozinhos, e Viçosa (Minas Gerais) destacou-se no estado pela adoção oficial do método!

No município, que destaca-se pela Universidade Federal de Viçosa, líder em rankings de cursos como Agronomia e Zootecnia, dentre outros, no Brasil e no mundo, as medidas foram empregadas durante o Programa Horta Escolar, realizado no município no ano de 2017.

Hoje, vamos ensinar dois métodos para utilizar, conscientemente, estas borras no solo. É importante avisar, de antemão, no entanto, que ela não deve ser aplicada diretamente no solo, pois assim perderá sua característica de fertilizante.

A primeira destas, que foi bastante aceita no município, é a...

Compostagem

O primeiro passo da compostagem é misturar a borra de café a restos de folhagramagalhos de plantas e cascas de frutasvegetais e ovos, todos triturados.

Em seguida, basta deixar esta mescla espalhada num recipiente aberto, secando ao sol. O processo após a trituração e secamento é demorado: leva 60 dias, mas vale a pena. Após passados os - aproximadamente - dois meses, deve-se fermentar a composição.

Existem caixas específicas para compostagens que são comercializadas em inúmeros sites e servem para justamente abrigar esta mistura enquanto ela fermenta. Por fim, deve-se abrir a 'composteira' e mexer tudo constantemente até que vire uma massa homogênea. Por fim, basta adubar as plantas com uma mistura natural, não nociva ao meio e extremamente barata!

Mistura (quase) direta com terra

Outra maneira de usar a borra, que os produtores em Viçosa tê adotado, e não precisa necessariamente de compostagem, é misturar uma parte de borra para 10 partes de terra.

No entanto, para fazer uso deste método, que é mais rápido que a compostagem, é aconselhável não guardar a borra de café para uso posterior. O certo é encaminhá-la diretamente para compostagem ou mistura na terra, já que ela pode mofar rapidamente.

Bacana demais, né?

Tais medidas só colocam Viçosa ainda mais no mapa das inovações tecnológicas e a firma como um centro de pesquisa, desenvolvimento e empreendimento global.

Espera-se que, eventualmente, a prática expanda-se por toda a região e impacte a agro-ecologia e economia da cidade.

Deixe seu Comentário

Você também pode se interessar

© Ibracam

by nerit